Quando a Mostra Ela na Tela começou, em 2015, a ideia era divulgar trabalhos de realizadoras mulheres. Apresentar histórias em que mulheres estivessem no centro da narrativa. Surgimos para dialogar a questão e o lugar da mulher no audiovisual, para reivindicarmos o nosso lugar. Sempre nos propusemos a ser um espaço de representatividade: da mulher, da mulher negra, indígena, quilombola, LGBT+. 

Ao longo de quatro edições, exibimos mais de 80 filmes, sendo 4 longas e 80 curtas. Todos realizados por mulheres. Para a edição de 2019, já temos 239 filmes inscritos - podruções locais, de outras regiões do Brasil e também latino-americanas. 

Nossa primeira e segunda edição foram realizadas na Sala P.F. Gastal em Porto Alegre. O espaço foi posteriormente fechado pela administração municipal, num movimento de sucateamento dos aparelhos culturais da capital gaúcha que ainda segue em curso.

A terceira edição da Mostra foi realizada na Cinemateca Capitólio, em Porto Alegre. A quarta edição, que também seria realizada no espaço, precisou migrar para a Sala Redenção - cinema universitário da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Isso ocorreu porque a Cinemateca teve sérios problemas técnicos, também fruto do descaso com os aparelhos culturais em Porto Alegre.

Seguimos realizando a Mostra de forma independente pois temos consciência do importante papel de resistência que o evento representa, especialmente nos dias atuais.

1/7

JUNTXS SOMOS MAIS FORTES!

  • Facebook
  • Instagram

©2019 RCF